PAINEL DE ADMINISTRAÇÃO:      Esqueceu a senha?
Portal de busca e informações na área da saúde.
Os menus acima     podem ser acessados com um clique.
Busca em todo conteúdo do portal com resultados categorizados.
mais lidos todos os artigos

Cirurgia da Catarata
 
A catarata é uma doença progressiva que causa a opacificacão da lente natural do olho, o cristalino. Este localiza-se atrás da iris e em sua condição normal é uma membrana totalmente transparente, sendo responsável pela focalização da luz na retina.

É a maior causa de cegueira tratável nos países em desenvolvimento. Segundo a Organização Mundial de Saúde (0MS), estima-se que aproximadamente vinte milhões de pessoas no mundo todo estejam cegas, vitimas de catarata.

Esta alteração acontece gradualmente, em diferentes formas, velocidades e medidas, variando conforme o tipo de catarata e de pessoa para pessoa.

A catarata do adulto (senil), é a forma mais comum e está relacionada com a idade avançada, sendo que na maioria dos casos, começa a ocorrer em torno dos sessenta anos. A rapidez da evolução varia conforme os indíduos acometidos pela doença, podendo progredir gradualmente durante vários anos.

A catarata também pode ser congênita , ou seja, ela pode estar presente no nascimento ou logo após o mesmo, seja por hereditariedade de gene dominante ou seja por infecção viral materna durante a gravidez , tal como a rubéola.

Outro tipo é a catarata secundária, que pode ocorrer devido a lesões, traumas, inflamações, infecções ou ferimentos na qual a cápsula da lente é danificada; associada a enfermidades metabólicas como a galactosemia e diabetes; induzida por determinados medicamentos quando administrados por longos períodos, como o corticóide; poderá ocorrer devido a exposição excessiva a radiação ultravioleta e finalmente em muitos casos a causa é desconhecida.

Os sintomas incluem embaçamento da visão, diminuição da percepção de cores com aparência de cores desbotadas, auréolas ao redor das luzes, ofuscamento na presença de focos intensos de luz, troca freqüente do grau dos óculos, diplopia monocular.

A sintomatologia descrita acima não determina necessariamente a presença da catarata, podendo ocorrer em outras doenças com sintomas similares.
O diagnóstico da catarata é feito associando-se a queixa subjetiva do paciente aos sinais objetivos do exame oftalmológico.
O único tratamento curativo da catarata é o cirúrgico e consiste em substituir o cristalino opaco por uma prótese denominada de lente intra ocular (LIO).  O procedimento deve ser indicado quando a perda da visão prejudica as atividades normais do paciente.

A cirurgia da catarata, denominada de facectomia, pode ser realizada por diversas técnicas, sendo a facoemulsificação a técnica preferencial, pois é mais segura, tendo um menor número de complicações e a recuperação visual é quase imediata.

A facoemulsificação utiliza tecnologia avançada, tanto no equipamento quanto no material cirúrgico. Ela consiste na substituição do cristalino natural opaco, pelo cristalino artificial transparente.  Através de ultrasom, o aparelho fragmenta o cristalino opaco para em seguida retirá-lo por meio de aspiração.

A moderna cirurgia da catarata, com implantação de lentes intra-oculares através de minúsculas incisões, representa um dos mais importantes avanços da medicina. Ela permite tratar a principal causa de cegueira do ser humano com grande eficiência e de forma rápida e segura, recuperando um dos seus mais importantes sentidos: a visão.
 
 
Ricardo Rizzato Filho
Oftalmologista
www.brasilclinicas.com.br/rizzato